Logo

Portal da Prefeitura


Tratamento de Efluentes por Zona de Raízes tem capacitação para fiscais

Publicado em 14 de maio de 2018 às 16:44

(Foto: Silvio Ramos/PMSJP)

Na manhã desta segunda-feira (14) as secretarias de Saúde e Meio Ambiente de São José dos Pinhais promoveu uma capacitação para os técnicos da fiscalização, referente à funcionalidade do sistema de tratamento de efluentes por zona de raízes.

A ação tem o apoio e parceria da Emater, Sanepar, UTFPR e Saúde Ambiental, onde durante a parte da manhã, os participantes assistiram a palestra da professora e doutora Tamara Vankaick (UTFPR) que apresentou um cenário amplo sobre o tratamento de efluentes, questões ambientais, processos de tratamento e zona de raízes.

No período da tarde os fiscais e representantes das entidades envolvidas foram a campo para conhecer na prática o funcionamento do sistema implantado em residências e empreendimentos de agronegócios, da área rural do município.

Segundo a idealizadora do sistema, Michele Fabiani – servidora e ganhadora da segunda edição do Prêmio Boas Práticas, pelo projeto, as primeiras estações de tratamento por zona de raízes foram implantadas no ano de 2013, e hoje o município possui 13 unidades. Michele e os técnicos envolvidos, já diagnosticaram a eficiência do sistema, principalmente nas residências. “Esse sistema é extremamente funcional nas casas, porém constatamos que para os agronegócios, ele não se mostrou tão eficaz, uma vez que os empreendimentos têm um dinamismo muito grande quanto à quantidade e tipo de produção, não havendo uma linearidade onde esse sistema de tratamento possa comportar uma variação acima do seu limite”, comentou a servidora.

Tratamento de Efluentes por Zona de Raízes

Estação de Tratamento de Efluentes por Zona de Raízes é uma combinação de diferentes formas: física, biológica e por evapotranspiração, é uma maneira simples, fácil de ser montada, eficiente e atende a legislação ambiental.

O sistema foi idealizado em observações da própria natureza, sendo uma cópia das wetlands, regiões de várzeas (banhados) naturais que recebem os dejetos erosivos, orgânicos, realizando o tratamento dessas águas por meio da combinação da filtração em diferentes camadas de sedimentos (argilas, areias, pedras), com o apoio de plantas macrófitas, amplamente adaptáveis nesses ambientes alagadiços.

Palestrante – Professora e Doutora Tamara Vankaick – UTFPR (Foto: Silvio Ramos/PMSJP)

(Foto: Silvio Ramos/PMSJP)