Notícias
15/05/2019

Sictur realiza primeiro encontro sobre Eco Turismo na Guaricana

Área de Mata Atlântica de São José dos Pinhais é grande potencial para o Turismo Ecológico integrado ao Turismo Rural (Fotos (divulgação/PMSJP)

A Prefeitura de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Indústria, Comércio e Turismo, realizou na noite de terça-feira (14), o primeiro encontro na Guaricana sobre Eco Turismo, que foi organizado no Espaço Cordeiro, na Estrada Velha da Guaricana.

São José dos Pinhais tem mais de 900 quilômetros quadrados de área com predominância de Mata Atlântica e hoje conta com três roteiros de Turismo Rural estabelecidos: Mergulhão, Murici e Circuito Rural Taquaral. Estas localidades podem ser pontos de passagem em roteiros específicos de Eco Turismo que possam adentrar a Serra da Guaricana até o Castelhanos, via ciclo turismo, corrida cross country, trekking, montanhismo, visita a cachoeiras, observações de aves, monitoramento de espécies ameaçadas como antas e onças, entre outras possibilidades.

Segundo o secretário Giam Celli, esse primeiro encontro foi um evento de sensibilização e troca de ideias com empreendedores que já desenvolvem práticas de Turismo Sustentável. “Estamos em contato com as comunidades que promovem ações no sentido de atender não só moradores da cidade, pois o potencial direto é de cerca de 4 milhões de pessoas, ou seja, toda a população de Curitiba e região. A Prefeitura pode ser um impulsionador como a execução de uma Caminhada da Natureza na Roça Velha com a Estrada da Guaricana”, projeta Giam Celli.

Para a representante da Agência de Desenvolvimento Turístico da Região Rotas do Pinhão (ADETUR Rotas do Pinhão), Jane Dissenha, a implantação do programa se complementará ao Caminho do Vinho e outras atividades de Turismo Rural. “O Eco Turismo apresenta grande potencial de visitação nacional e internacional”, destacou Jane Dissenha, que é proprietária do Recanto Saltinho, famosa cachoeira e restaurante em Tijucas do Sul.

Entre os convidados de São José dos Pinhais, donos de chácaras, pousadas e reservas ambientais, Ildérico Melo, que possui a Estância Carmello, na Antinha, lembra que investiram em uma casa para pernoite e tempos depois em uma segunda casa. “Estamos com boa ocupação de fim de semana e sentimos que se os hóspedes souberem com antecedência, dos atrativos verdes de São José dos Pinhais, vão se programar para ficarem mais tempo”, observa Ildérico Mello de Paula.

O evento teve como primeira apresentação a explanação do chefe do Parque Nacional Guaricana, o biólogo Luiz Faraco, agente ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Desde 2014, o instituto ICMBio está trabalhando na regularização das desapropriações e parcerias com proprietários de São José dos Pinhais e as duas cidades que compõem quase 50 mil hectares do parque, Guaratuba e Morretes.

“Durante o processo de criação desta Unidade de Conservação Federal, estamos avaliando e identificando possíveis áreas de Eco Turismo dentro e fora do parque. Será uma das UCs mais próximas de uma grande cidade, como Curitiba, com perspectiva de visitação de milhares de pessoas. O envolvimento dos moradores locais e empreendedores do Turismo é imprescindível para o uso sustentável”, projeta Luiz Faraco.

Luis Erkmann dispôs o Espaço Cordeiro para a iniciativa com café e petiscos no encerramento. “Estamos estruturados para casamentos e eventos. Por estarmos em uma região de Mata Atlântica, a nossa estrutura pode receber grupos do Eco Turismo”, diz Luis Erkmann.

Além de outros convidados e a equipe da Sictur, também fizeram parte da reunião o seretáriode Comunicação Social, Eduardo Foggiatto, que representou o prefeito Toninho Fenelon e o diretor municipal de Turismo, Francisco Vanes .