O Ministério da Justiça deu início oficial aos trabalhos da Força-tarefa para Enfrentamento da Criminalidade Violenta. Representantes de São José dos Pinhais na área de Segurança Pública da Polícia Militar e Civil, e também o secretário municipal de Segurança Fabiano da Rosa, estão em Brasília.

São José dos Pinhais é um dos cinco municípios escolhidos para receber o projeto no Brasil, porque no triênio 2015-2017 apresentou dados desfavoráveis em especial no tocante aos homicídios. “De 2017 para 2018 reduzimos, num trabalho conjunto de todas as forças de segurança, de 92 para 69 o número de homicídios ao ano em São José dos Pinhais, o que representa quase 25%, e todos os índices da cidade estão melhorando”, explica Fabiano da Rosa. “Na posição relativa no Estado estamos na posição 111 de 399. A média do Brasil é 30,3. Mas precisamos continuar a baixar os números para que possamos comemorar. Este trabalho conjunto visa isto”, completa.

Segundo o secretário, outros critérios para a escolha de São José dos Pinhais para sediar o projeto piloto são situação fiscal regular do município, que permite que ele invista neste esforço conjunto, e a boa disposição do Município e do Governo em fazer parceria com o Ministério da Justiça.

“O objetivo é reduzir homicídios, roubos, violência contra a mulher, e estamos certos que seremos bem sucedidos. Haverá apoio com tropas da Força Nacional – previsto para final de junho ou pouco depois – e esperamos também investimentos da União no Município, cada um contribuindo neste esforço conjunto em favor da vida e da segurança”, explicou.