Logo

Portal da Prefeitura


Patrimônio Histórico Tombado


CAPELA SENHOR BOM JESUS
R. Barão do Cerro Azul com a Travessa Etore Marenda
Construída no início do século XX pela Família Marenda.
Tombada como Patrimônio Histórico do Município pelo Decreto 125/82.

CAPELA SANTO ANTONIO
Localizada na Colônia Rio Grande
Preserva a cultura dos imigrantes italianos da região, data de 1920.
Tombada como Patrimônio Histórico do Município pelo Decreto 082/95.

CAPELA NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS
Localizada na Contenda, São José dos Pinhais, no Alto do Boa Vista. Planejada e realizada pela família José Moro Filho em 1949 para o culto à N. S. das Graças. Construída em alvenaria em formato de cone. Não possui torre ou sino, apenas uma cruz na extremidade de sua cobertura. Tombada como Patrimônio Histórico pelo Decreto 083/95.

CAPELA NOSSA SENHORA DOS MILAGRES
Colônia Cachoeira
Em 1927 foi fundada a Irmandade de N. S. do Rosário. Com vitrais do tamanho das janelas laterais, dois confessionários, piso, paredes pintadas e teto decorado. No altar central, entalhada e escurecida estações em cerâmica; banco em madeira. Na parede à esquerda, N. Sra. do Rosário, e à direita, Madalena. As laterais possuem anjinhos pintados e em sua extensão a imagem de N. S. dos Milagres. À esquerda Sagrado Coração de Jesus e réplica pequena imagem de N. S. dos Milagres. Tombada como Patrimônio histórico pelo Decreto 04/96.

CATEDRAL DE SÂO JOSÈ DOS PINHAIS
Praça 08 de Janeiro
No período de 1660 a 1888 havia, onde hoje é a Catedral de São José, uma pequena Capela Mortuária – São José do Patrocínio da Boa Morte. Foi construída em madeira e era ladeada por um cemitério que servia à Vila Arraial Grande, sendo que até 1850, os mortos católicos eram sepultados no interior da mesma. Em ruínas, em 1906 iniciaram as obras da construção da atual Catedral de São José a qual já passou por diversas reformas e benfeitorias. Tombada pelo Patrimônio Histórico através da Lei 04/96.Entre 2011 a 2012 passou por restauração,ganhando rampa de acesso, iluminação noturna, paisagismo ao entorno e painel de azulejo retratando a primeira capela

MAUSOLÉU KILLIAN (Cemitério Municipal)
Av. Rui Barbosa, esquina com Izabel A Redentora
Jazigo construído em 1918 com linhas arquitetônicas ecléticas.
Tombado como Patrimônio Histórico do Municipal em 1977.

PRÉDIO DO MUSEU MUNICIPAL ATÍLIO ROCCO
R. XV de Novembro, 1660
A construção data de 1910, e serviu de residência à família de Manoel Ordine até 1920, quando foi vendido para a municipalidade. A sede atual é um edifício histórico, construção em alvenaria de dois pisos, de linha arquitetônica eclética, que anteriormente abrigou simultaneamente os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário. Tombado pelo Decreto 208/80.

BIBLIOTECA SCHARFFENBERG DE QUADROS
PRÉDIO DA ANTIGA CÂMARA MUNICIPAL
(atual Largo Vereador Segismundo Salata
Prédio em alvenaria com 354,90 m², construído em 1920 para o Grupo Escolar Silveira da Motta. Em linhas clássicas, foi considerado na época um exemplo de escola, pois contava com banheiro masculino e feminino. O prédio sofreu alterações em relação ao original, nas janelas, portas e parte interna. Tombado pelo Decreto 249/80.

CASA DE LAMBREQUIM
R. Izabel A. Redentora, 1244
Casa da Família José Luiz Guarnieri, construída em madeira, possuem dois pavimentos, com lambrequins na beira do telhado, varanda em uma das partes laterais e sacada na parte superior. Necessitando de restauração total

PRÉDIO DO COLÉGIO SILVEIRA DA MOTTA
Praça Getúlio Vargas, 1123
Edificações escolares do município, dentre as escolas publicas, foi uma das primeiras existentes (1908), transferido para o atual prédio em 1955. Tombado pela resolução 001/2004 – lei 04/96

CENTRO DE VIVENCIA CULTURAL JOÃO SENGAGLIA
R. XV de Novembro esquina com a Av. Rui Barbosa
n. 1800 – Centro
O prédio data de 1904, onde funcionou a Fábrica Senegaglia (Metalurgia). O Centro de Vivência foi tombado pelo Patrimônio Histórico de São José dos Pinhais em 2008