Evento faz parte do Cotidiano Leitor, projeto que visa promover a
democratização do acesso ao livro, estimular o interesse por
narrativas literárias e formar uma sociedade leitora

São José dos Pinhas é um dos sete municípios do Paraná convidado para participar do Festival Nacional de Narração de História. O evento, que ocorrerá de 9 a 11 de outubro, faz parte do Cotidiano Leitor, projeto que visa promover a democratização do acesso ao livro, estimular o interesse por narrativas literárias e formar uma sociedade leitora. O objetivo é somar às ações de fomento à leitura já existentes em cada região.

Em São José dos Pinhas, a ação será no Centro da Juventude (R. Leôncio Corrêa, 1 – São Sebastião,) e ocorrerá na manhã do dia 9 (quarta), das 9h às 11h, e na tarde do dia 11 (sexta), das 14h às 16h.

Os participantes do Festival Nacional de Narração de Histórias terão a oportunidade de estar em contato com artistas de diferentes partes do Brasil e do Paraná para um intercâmbio cultural sobre a arte da narração. As apresentações misturam música, dança, teatro e diferentes linguagens para contar histórias que encantam o público de todas as idades.

O Grupo Baquetá está entre os narradores de histórias que marcarão presença em São José dos Pinhas. Por meio de práticas artísticas nas áreas de teatro, música, dança, literatura e artes visuais, o grupo desenvolve para pessoas de todas as idades espetáculos e oficinas com foco nos saberes da diáspora africana e dos povos indígenas do Brasil. Tem o compromisso de construir coletivamente reflexões e promover o respeito às diversidades. Para Kamylla dos Santos, integrante do grupo, estar em diferentes espaços, com pessoas de diferentes contextos sociais, raciais, geracionais, promove a troca de saberes, o despertar de reflexões, o encantamento e as possibilidades. 

Sobre o projeto Cotidiano Leitor

As proposições do projeto englobam ações de contação de histórias, mediação de leitura, eventos literários, incentivo à produção literária, fomento à cadeia produtiva do livro, formação continuada para professores e gestores participantes com escritores de relevância nacional e internacional.

Os objetivos do Projeto Cotidiano Leitor partiram das diretrizes do Plano Estadual do Livro, Leitura e Literatura (PELLL). Trata-se de uma política pública de promoção da leitura, que já beneficiou mais de 33 mil pessoas de junho a setembro de 2019. A realização é da Secretaria de Estado da Comunicação Social e da Cultura e da empresa Audi do Brasil, por meio do programa Paraná Competitivo. Tem produção executiva do Instituto Dom Miguel e conta com o apoio e suporte das secretarias municipais da cultura, educação e assistência social.