Logo

Portal da Prefeitura


Roda de conversa no museu Atílio Rocco debate papel das mulheres na cultura do Município

Publicado em 19 de maio de 2017 às 11:16

Roda de conversa no museu Atílio Rocco reúne personalidades femininas da cultura em SJP (Foto: Edison Renato/PMSJP)

 

O Museu Atílio Rocco, por meio da Secretaria Municipal de Cultura de São José dos Pinhais, promoveu na tarde desta quinta-feira (18), uma roda de conversa para discutir o “Olhar Cultural da Mulher:  reflexão sobre o papel feminino na área cultural de São José dos Pinhais” – como parte das atividades da 15ª Semana Nacional dos Museus. O evento reuniu diversas personalidades femininas que trabalharam para promover a cultura no município nos últimos anos.

A diretora do museu Atílio Rocco, Zelinda Fialla, destacou o papel das mulheres na formação e no desenvolvimento da cultura no município.  “O protagonismo feminino foi o tema escolhido pela equipe do museu para esta 15ª Semana Nacional de Museus. São as mulheres que fizeram parte da historia cultural são-joseense, mas que poucos conhecem. Hoje é o momento para conversar, trocar experiências e pensar em novas propostas para a cultura de nossa cidade. Esperamos que esse seja o primeiro de muitos encontros aqui no museu”, disse.

Protagonistas

Durante o encontro, que reuniu ex-secretárias de cultura, professoras, bibliotecárias, as convidadas compartilharam suas histórias e experiências, na sala onde foi montada uma exposição para lembrar a história de algumas dessas protagonistas. Entre elas a senhora Lucimeri Paulleto Nogueira, servidora municipal desde 1977, formou-se em 1981 na Universidade Federal do Paraná em bibliotecomia, primeira bibliotecária concursada do município, desenvolveu diversos projetos culturais, entre eles a Feira Municipal do Livro, Concurso de Linguagens Culturais e Livro Livre. A abertura das bibliotecas da Borda do Campo, Terminal Central  e Parque da Fonte foram concretizados com a participação de Lucimeri.

Lucimeri Paulleto Nogueira: “Quando começamos o acervo de livros não chegava a 4 mil livros, hoje passam dos 85 mil” (Foto: Edison Renato/PMSJP)

“Estive de 1981 até 2015 na biblioteca municipal, ao longo desse período foi muito gratificante poder trabalhar em inúmeros projetos. Quando começamos o acervo de livros não chegava a 4 mil livros e quando saímos já passavam dos 85 mil exemplares. Fizemos toda a informatização das bibliotecas, e as diversas ações desenvolvidas junto a comunidade, gerações que hoje reconhecem a importância da leitura em suas formações”, recorda Lucimeri

Incentivadora     

Também estava presente uma das homenageadas na exposição, a senhora Elozi Dominguas Ferreira da Cruz, ex-secretária de Assistência Social e uma das principais incentivadoras da Banda Marcial da Guarda Mirim , hoje Banda Marcial de São José dos Pinhais. Com seu trabalho, a banda teve uma projeção não apenas no Paraná, mas também em outros estados brasileiros.  “Entrei na prefeitura em 1983, quando a secretaria ainda era chamada de Departamento de Saúde e Bem Estar Social”, lembra.

Elozi Dominguas Ferreira da Cruz: “Muita satisfação em ter contribuído para a formação dos nossos jovens” (Foto: Edison Renato/PMSJP)

Já como secretária de Assistência, dona Elozi ajudou na formação da banda. “Era uma dificuldade tremenda, uma época muito difícil, usávamos instrumentos usados e não tínhamos uniformes, mas com muita persistência conseguimos proporcionar uma estrutura básica –  uniformes, transporte para competições de bandas, e com muito esforço conseguimos levar a banda para concursos onde foram premiados com o primeiro lugar, uma alegria muito grande na época”, conta a ex secretária.

(Foto: Edison Renato/PMSJP)

(Foto: Edison Renato/PMSJP)

(Foto: Edison Renato/PMSJP)