Notícias
10/01/2019

Reestruturação no Centro de Vivência Cultural João Senegaglia está em andamento

(Foto: Edison Renato/PSJP)

João Senegaglia foi um importante munícipe, que veio morar em São José dos Pinhais no ano de 1903, construindo uma fábrica de produção de objetos de latas. Localizada no Centro do município, entre a Rua XV de Novembro e a Avenida Rui Barbosa, a fábrica foi única na região por décadas, funcionando até 1976, sendo tombada como Patrimônio Histórico em 2008. Mediante a diversas reformas, a fábrica atualmente conta com o Centro de Vivência Cultural João Senegaglia, onde hoje é a Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais, com o objetivo de resgatar sua memória e fomentar a cultura são-joseense.

Visando otimizar seu espaço, o Centro de Vivência Cultural João Senegaglia está passando por uma reestruturação. As obras incluem uma reforma geral de aproximadamente 2000 m² ao geral, com a centralização de diversas atividades promovidas pela Secretaria de Cultura. Com a reestruturação, o Museu do Boneco Animado será transferido para o Centro, ao lado, uma sala com acervo dos bonecos e também uma sala de apresentações. De acordo com o secretário de Cultura, professor Imar Augusto, as obras representam um momento importante para oportunizar e aproximar a população da cultura. “Nós estabelecemos uma meta, uma meta bastante concreta, onde nós iniciamos todo um procedimento. Aqui vale ressaltar também a todos membros do Conselho Municipal de Patrimônio Artístico Cultural (Compac) da cidade, que colaboraram na aprovação para que nós pudéssemos estar reestruturando o Centro”, explica.

Além da mudança do local do Museu do Boneco Animado, o Centro também contará com uma nova Galeria Municipal de Artes e uma sala para as aulas de teatro, promovidas pela Secretaria de Cultura. Os locais terão rampas externas, visando facilitar o acesso e promover acessibilidade.

Outro projeto para o espaço, que está em conversação, é a inclusão de uma sala de audiovisual, visando incentivar a cultura e promover novos talentos para a área. Com a otimização do espaço, o Centro promoveu uma redução do orçamento, já que antes, alguns locais culturais contavam com espaços alugados, e a partir da reforma, será no prédio próprio do Centro Cultural. “Antes, a nossa Oficina de Bonecos era lá na Costeira, a Escola da Cultura era em um espaço alugado, o Museu de Bonecos está no final da XV, então nós estamos agregando os espaços”, enfatiza o secretário. A previsão de conclusão das obras é em torno de três a quatro meses.

 

 

Reforma da parte interna do Centro de Vivência Cultural João Senegaglia / (Foto: Edison Renato/PSJP)

 

A fachada do Centro também passará pela reforma geral / (Foto: Edison Renato/PSJP)

 

Fachada do Centro de Vivência Cultural João Senegaglia antes do início da reforma geral / (Foto: Divulgação/PSJP)