Logo

Portal da Prefeitura


Prioridade no atendimento: SEMAS e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente promovem IX Conferência em SJP

Publicado em 27 de novembro de 2018 às 10:20

(fotos: Paulo Szostak)

 

Evento aconteceu no último sábado (24) e reuniu na Câmara Municipal autoridades, servidores municipais, representantes de instituições sociais e convidados. Muitos adolescentes compareceram ao plenarinho para acompanhar discussões promovidas com objetivo de garantir a proteção e os direitos de crianças e adolescentes. Neste ano, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completou 28 anos de criação.

 

Tendo como principal assunto ‘Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento de Violências’, a IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São José dos Pinhais foi realizada no último sábado (24) na Câmara do município.

O evento reuniu autoridades municipais, servidores, representantes de instituições sociais, convidados além de muitos adolescentes que compareceram ao plenarinho no sábado de manhã para acompanhar as discussões promovidas pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e também pela secretaria municipal de Assistência Social – SEMAS, da Prefeitura – que organizaram o evento.

Um dos objetivos da IX Conferência é promover e articular a mobilização social através da discussão dos temas envolvidos garantido a proteção e os direitos, principalmente, de crianças e adolescentes em relação ao pleno acesso às políticas sociais, enfrentamento das diversas formas de violência, o poder da participação em diversos espaços públicos a igualdade além  da valorização da diversidade.

Sonia Arruda, secretária municipal de Assistência Social, participou da conferência realizada na cidade destacando que “crianças e adolescentes devem ter prioridade absoluta no atendimento aos seus direitos como cidadãos”. Segundo ela, “a família, a sociedade e o Estado tem o dever de assegurá-los; o Estatuto da Criança e do Adolescente apresenta uma forma diferenciada de tratar as políticas direcionadas à infância e adolescência garantindo e assegurando igualdade de direitos e condições”.

Para regulamentar o artigo  227, da Constituição Federal de 1988, que preconiza a criança e o adolescente como prioridade, a lei Federal nº 8069, de 13 de julho de 1990, criou o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA – que neste ano comemorou 28 anos de existência.

Estiveram presentes na ocasião o secretário municipal de Governo, Agustinho Michalizen, o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Cleverson Luis Nogueira, o vereador Professor Marcelo e a promotora da Vara da Infância e da Juventude, Clemén Silvia de Lara Pires Batista Gomes.

A conferência aconteceu na CMSJP até as 18h do sábado (24).

 

 

Evento aconteceu no último sábado (24) e reuniu na Câmara Municipal autoridades, servidores municipais, representantes de instituições sociais e convidados. Muitos adolescentes compareceram ao plenarinho para acompanhar discussões promovidas com objetivo de garantir a proteção e os direitos de crianças e adolescentes. Neste ano, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completou 28 anos de criação.

 

Tendo como principal assunto ‘Proteção Integral, Diversidade e Enfrentamento de Violências’, a IX Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de São José dos Pinhais foi realizada no último sábado (24) na Câmara do município.

 

O evento reuniu autoridades municipais, servidores, representantes de instituições sociais, convidados além de muitos adolescentes que compareceram ao plenarinho no sábado de manhã para acompanhar as discussões promovidas pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e também pela secretaria municipal de Assistência Social – SEMAS, da Prefeitura – organizadores do evento.

 

Para regulamentar o artigo 227, da Constituição Federal de 1988, que preconiza a criança e o adolescente como prioridade, a lei Federal nº 8069, de 13 de julho de 1990, criou o Estatuto da Criança e do Adolescente que neste ano comemorou 28 anos de existência.

 

Um dos objetivos da IX Conferência é promover e articular a mobilização social através da discussão dos temas envolvidos garantido a proteção e os direitos, principalmente, de crianças e adolescentes em relação ao pleno acesso às políticas sociais, enfrentamento das diversas formas de violência, o poder da participação em diversos espaços públicos a igualdade além da valorização da diversidade.

 

“crianças e adolescentes devem ter prioridade absoluta no atendimento aos seus direitos como cidadãos”, disse a secretaria municipal Sonia Arruda, segundo ela, “a família, a sociedade e o Estado tem o dever de assegurá-los; o Estatuto da Criança e do Adolescente apresenta uma forma diferenciada de tratar as políticas direcionadas à infância e adolescência garantindo e assegurando igualdade de direitos e condições”.