Logo

Portal da Prefeitura


Prefeitura de São José dos Pinhais promove ações para o Abril Verde

Publicado em 12 de abril de 2018 às 17:45

(Foto: Silvio Ramos/PMSJP)

 

A Prefeitura de São José dos Pinhais, por meio da Secretaria de Administração e Recursos Humanos, em parceria com o Departamento de Assistência ao Servidor (DASS) e Vigilância em Saúde do Trabalhador (Visat), está promovendo diversas ações alusivas ao movimento Abril Verde.

O Abril Verde é um movimento que tem dentro de seus objetivos, apresentar para a sociedade questões voltadas a segurança e saúde dos trabalhadores, no intuito de promover saúde e principalmente a prevenção de acidentes para os locais de trabalho, onde geralmente as pessoas ficam a maior parte de seu dia.

Durante as ações desse movimento, as equipes do DASS e da Visat estão passando orientações quanto ao tema de acidentes de trabalho aos serevidores, em diversos setores da Prefeitura, como foi o caso da visitação a Unidade Básica de Saúde Afonso Pena, que contou com a colaboração da coordenadora da UBS, Adriana Lima.

Confira o cronograma de ações do Abril Verde em São José dos Pinhais:

Dia 13.04 – Palestra 9h – Câmara Municipal – Exposição aos riscos e suas consequências – DASS/SIST

 

Dia 20.04 – Palestra 9h – Sindicato Rural – Saúde e segurança no Trabalho Rural – VISAT

 

Dia 24.04 – Palestra 13h – Câmara Municipal – Importância da prevenção dos acidentes de trabalho – SINTESPAR/DASS/SIST/INSS.

 

Dia 26.04 – Debate 9h – Câmara Municipal – O que é doença ocupacional na visão da sua entidade? – DASS/SIST/SINSEP/SEMED/SEMS/PREV São José.

 

Serviço

Segundo dados extraídos do Observatório Digital de Saúde e Segurança do Trabalho, entre os anos 2012 e 2017, a Previdência Social gastou mais de 26 bilhões de reais com benefícios acidentários. Além disso, foram perdidos 305.299.902 dias de trabalho com afastamentos previdenciários. No mesmo período, houve o registro de cerca de quatro milhões de acidentes notificados, dos quais apenas 646 mil em média por ano envolvem trabalhadores da economia formal. Os prejuízos são ainda maiores, porém a subnotificação é muito expressiva.

A maior parte dos acidentes e mortes no trabalho ocorre com homens na faixa etária de 18 a 24 anos e exercem atividades de baixa remuneração. O levantamento também revela que, no decorrer desses últimos cinco anos, o número de acidentes fatais com máquinas e equipamentos (677) é três vezes maior do que a média das outras causas (1897); e as amputações (1471) são 15 vezes mais frequentes com exposição a riscos derivados do contato com esses agentes causadores do que a média geral (22899). (Fonte: www.revistacipa.com.br)

(Foto: Silvio Ramos/PMSJP)

(Foto: Silvio Ramos/PMSJP)