Logo

Portal da Prefeitura


Obras da nova Unidade de Saúde Cidade Jardim devem ser concluídas neste mês

Publicado em 4 de setembro de 2017 às 17:40

(Fotos: divulgação/SEMS)

A nova Unidade Básica de Saúde (UBS) Cidade Jardim de São José dos Pinhais tem mais de 830 metros quadrados. Com investimento de R$ 2 milhões, a nova estrutura é a maior Unidade de Saúde do Município e as obras deverão ser finalizadas ainda neste mês. Após a inauguração, a unidade irá oferecer um serviço com mais qualidade aos usuários.

“Essa é a maior Unidade de Saúde do Município. A construção desse novo prédio é importante para oferecer mais conforto e agilidade no atendimento prestado aos mais de 13 mil usuários e também aos profissionais que lá atendem. É uma unidade completa, de porte 3, com estrutura, equipamentos e móveis novos. É uma conquista para a população de São José dos Pinhais”, afirma o secretário de Saúde, Giovani de Souza.

A nova estrutura da Unidade de Saúde Cidade Jardim é completa. Localizada na Rua Tarcílio Zoelner, a nova estrutura tem cinco consultórios médicos; três consultórios odontológicos; uma farmácia; um espaço saúde destinado a reuniões e atividades com a comunidade; banheiros para pessoas com necessidades especiais e para cadeirantes; fraldário; sala de inalação, de vacinação, de curativo e de triagem; uma ampla sala de espera e um jardim de inverno.

Além de um espaço destinado aos profissionais de saúde da Unidade, como cozinha, banheiros, sala de reunião e uma central de material. Na parte externa, foi construído um espaço para a coleta seletiva de lixo. “Estou muito feliz. É uma conquista não só para os usuários, mas também para quem atende a comunidade. Agora, vamos poder oferecer novos serviços a nossa comunidade que, antes, por falta de espaço físico, era impossível”, conta a diretora do Departamento de Atenção Primaria e Especializada em Saúde, Débora Chemim.

UBS Cidade Jardim — a Unidade Básica de Saúde Cidade Jardim foi inaugurada em 1982 quando o Centro Municipal de Educação Infantil (CMEIS) João Paulo II cedeu uma parte de suas instalações. “Há muita dificuldade hoje por causa do espaço físico. A comunidade cresceu, mas a estrutura da Unidade não. Por isso a construção das novas instalações é importante, vai ser possível ter condições gestoras para desenvolver projetos e atendimentos qualitativos”, destaca Débora.

(Fotos: divulgação/SEMS)

(Fotos: divulgação/SEMS)

(Fotos: divulgação/SEMS)

(Fotos: divulgação/SEMS)

(Fotos: divulgação/SEMS)