Logo

Portal da Prefeitura


Cultura abre exposição sobre moedas no Dia do Numismata

Publicado em 5 de dezembro de 2017 às 15:17

(Foto: Aline Bellino/PMSJP)

A Secretaria de Cultura de São José dos Pinhais, por meio do Museu Municipal Atílio Rocco, realizou, nesta sexta-feira (01) a abertura da Exposição Numismática: A história que circula em nossas mãos. A mostra contou com a roda de conversa sobre as mudanças monetárias, ministrada pelo numismata Valdir Luiz Holtman.

A roda de conversa foi aberta pelo secretário de Cultura professor Imar Augusto que agradeceu a equipe do Museu Municipal pelo trabalho realizado. “Em conjunto com a equipe da Secretaria de Cultura, que não mede esforços para realizar atrações de qualidade para os munícipes, estamos trabalhando para deixar sempre viva a história da cidade e para torná-la acessível para todos”, conta o secretário.

O evento ocorreu no dia do numismata, que é o termo usado para definir que coleciona moedas. As peças em exposição fazem parte do acervo do Museu Municipal e algumas emprestadas do numismata Valdir Luiz Holtman. “É interessante ver que o Museu Municipal está demonstrando ao público o acervo que tem, com exposições e rodas de conversas ministradas por especialistas que contam um pouco mais da história dessas peças”, relata o numismata Odilon Ratzke.

Esteve presente também o secretário de Indústria e Comercio Gian Celli que parabenizou a Secretaria de Cultura pela exposição. “Aprecio o trabalho realizado pela equipe da Secretaria de Cultura que está oportunizando uma exposição com riquíssima história”.

A Exposição Numismática: A história que circula em nossas mãos é aberta ao público no Museu Municipal, localizado na Rua XV de Novembro, 1660 – Centro, São José dos Pinhais. Maiores informações entrar em contato com o Museu pelo telefone (41) 3381-5900. Cadastre-se no Cultura News e receba as notícias dos eventos culturais que acontecem no município.

 

História da Numismática
A numismática começou com o poeta italiano Francesco Petrarca, no século XIV, que tinha como objetivo conhecer a história de cada povo. Petrarca com sua paixão pelas moedas ficou encarregado de cunhar, em 1390, moedas comemorativas pela libertação da cidade de Pádua. No Brasil  a numismática não é tão bem difundida como em outros países. A prática tornou-se mais conhecida depois da Olimpíada do Rio 2016, que teve moedas comemorativas do evento.