Logo

Portal da Prefeitura


Educação integral é tema de palestra realizada pela Secretaria de Educação de SJP

Publicado em 12 de Março de 2018 às 17:20

(Fotos: Paulo Szostak/PMSJP)

Uma palestra sobre educação integral foi realizada na tarde desta segunda-feira, 12 de março, na Central de Treinamento do Paço Municipal pela Secretaria de Educação (Semed) de São José dos Pinhais. A concepção de educação integral garante o desenvolvimento do indivíduo em todas as suas dimensões, sendo elas a intelectual, a física, emocional, social e cultural. Tal prática é discutida no Brasil desde meados das décadas de 1920 e 1930, quando o país passava por importantes mudanças políticas, culturais, sociais, econômicas e educacionais.

De acordo com a diretora do Departamento de Educação de Ensino Fundamental da Semed, Adriana Alflen, a educação integral é uma forma de fazer com que as crianças sejam protagonistas de suas próprias experiências. “A educação integral no Município, feita por meio do Programa Ampliando Saberes, é feita de acordo com o currículo escolar nacional e prioriza os direitos humanos das crianças”, explica. Segundo Adriana, “essa prática é uma forma de ampliar a formação dos alunos”.

O objetivo da palestra realizada pela Semed foi de apresentar aos participantes os resultados efetivos da educação integral. A palestrante, Márcia Baiersdorf Araújo, é professora da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e apresentou o resultado de sua tese de mestrado intitulada Notas para uma Educação Integral. “A aplicação dessa prática leva em conta a integração da criança por meio de todos os seus círculos, como a cidade em que vive, a bagagem cultural que traz de casa em conjunto com o conteúdo programado no currículo nacional de aprendizagem, tendo a individualidade de cada um como norteador e, consequentemente, melhorando o desenvolvimento escolar e social desses indivíduos”, explica Márcia.

Antes da palestra principal, a coordenadora do Programa Ampliando Saberes da Escola Municipal Rosi Machado Marchesini, Rosiani Silva Franchetto, falou sobre a importância e os resultados obtidos por meio da educação integral no aprendizado dos 160 alunos que participam das ações realizadas. “Com essa gama de opções que trabalhamos, sem dúvidas o aprendizado é mais significativo. Diferente do tempo normal, ou seja, as quatro horas da criança na escola, o contra turno proporciona um caminho diferente, com mais opções para a criança aprender”, explica ela.

Quem participa das atividades de educação integral propostas por meio do Programa Ampliando Saberes são alunos com dificuldade de aprendizagem, com atrasos escolares, com abandono escolar e, dependendo da situação, crianças em vulnerabilidade social. “Para isso, levamos em consideração três formas de trabalhar; a ludicidade; a construção, que é a fase de experimento; e a sistematização, que é trabalhar as atividades juntamente com o conteúdo escolar para que a criança consiga fixar o conteúdo aprendido”, finaliza Rosiani.

(Fotos: Paulo Szostak/PMSJP)

(Fotos: Paulo Szostak/PMSJP)

(Fotos: Paulo Szostak/PMSJP)