Notícias
04/01/2019

Divisão de paisagismo apresenta relatório anual de gestão e preservação do Parque São José

(Fotos: Divulgação / PMSJP)

 

Em 2018, diversas ações realizadas melhoraram a infraestrutura do parque ecológico da cidade facilitando a rotina dos frequentadores e incentivando, com mais qualidade, práticas esportivas como o alongamento, a caminhada, a corrida e o ciclismo em qualquer hora do dia.

 

Visitantes e frequentadores do Parque São José, a partir deste início de ano, já podem usufruir das instalações do local com mais comodidades que vão facilitar, incentivar e promover atividades físicas, práticas esportivas, momentos de descanso e lazer em contato com a natureza com mais qualidade em 2019 segundo relatório anual de gestão e preservação apresentado pela Divisão de Paisagismo do Departamento de Controle Ambiental da secretaria municipal de Meio Ambiente – SEMMA, da Prefeitura.

De acordo com o relatório divulgado diversas ações foram realizadas no último ano pela Divisão de Paisagismo proporcionando melhorias na infraestrutura do parque que facilitam a rotina dos frequentadores e visitantes que chegam a somar durante o final de semana cerca de 3.500 pessoas.

Entre as ações é importante destacar que houve a substituição e manutenção da rede elétrica dos banheiros que apresentava problemas na antiga fiação, a expansão da calçada em frente ao banheiro aumentou o espaço de circulação e a implantação de um ralo para facilitar o escoamento da água da torneira evitando o surgimento de lama no local; o disjuntor que sustentava a corrente de energia do parque precisou ser trocado porque era antigo e apresentava problemas de sobrecarga e a instalação de outro ponto de energia exclusivamente para uso nos eventos de outras secretarias dentro do Parque São José.

Além das ações de manutenção da rede elétrica e expansão da calçada houve ainda a instalação de duas caixas de água de 10 mil litros cada para a captação da água das chuvas que será utilizada para a irrigação das estufas e árvores, a Estação de Tratamento de Efluentes por Zona de Raízes construída no novo banheiro do parque e também a construção de local adequado para compostagem de vegetais onde a terra será misturada com folhas e galhos vindos do serviço de varrição do parque.